…pensamentos de um ninja regressado!

“Banho Saramago”

Não sei se foram os diálogos com amigos sobre sistemas de ensino, inquietudes e filosofias da vida; mas ao entrar hoje no banho e no momento em que levei com a água morna pela cabeça foi um pensar sem parar… foi óptimo e comparto:

Depois da viagem penso que por todas as vivências nas diversas culturas por onde passei sinto que necessito mais tempo para voltar ao sistema instituído… mas também começo a sentir pressões externas por estar a olhar para o sistema desde fora… mas porquê? é tão bom acordar vêr a cidade desde a tua cabana e pensar….pensar…pensar!
A verdade é que quando viajas é como ir à lua!!! então olhas para a terra e comprovas que não é tão circular como sempre te disseram. Viajando olhas desde longe para a tua terra e entendes melhor o que não notas quando vives nela.

Admito agora qur regressas diferente sem dúvida! livre mentalmente, não queres voltar tão cedo de onde escapaste por um tempo…
O facto de ter agora uma visão abrangente leva a que me questione mais sobre o que antes “comia com batatas” no jornal das 8, tal como o vendiam.

Todos sabemos que o sistema que temos (depois de muitos outros experimentados) não é perfeito e é apenas mais um… agora mesmo Espanha nem governo tem (faz meses) em Portugal foi o que foi e pela Europa vai o que sabemos. No final que passou para sermos tão ineficiêntes politicamente a nível global e as populações estarem fartas?

Eu penso que estamos muito voltados para a esquerda ou para a direita; quando a noventa graus está o “para a frente” e o “para trás”…
Proponho terminar com a política de esquerda/direita!!! já vimos que só leva à auto-destruição da economia real ou à corrupção massiva e refazemos as instituições de acordo com novas ideologias! uma “para a frente” e outra “para atrás”, baseadas na justiça verdadeira e na meritocrácia?
Pelo nome… talvez todos queiram ir para o partido do “para a frente” e assim seja mais fácil mudar tudo…

Logo esta essa globalização que nos consome e em que todos somos levados à escravidão camuflada; onde os direitos se esquecem e a competição é o objectivo principal, transformando as pessoas em robots stressados permanentemente.
Cada vez vejo mais gente buscando como loucos a meditação, yoga, massagens, etc… porquê? que buscam? talvez aliviar o stress do robot…

Por outro lado a internet tem o seu lado bom e mau… mas o que não pode ser é as empresas ligarem os seres humanos ao trabalho 24h/dia; transformando o anormal em normal (…sempre te dão o movil de última geração, são boa gente!).
Sou do tempo em que ia de Lisboa a Coimbra apresentar projectos ao cliente em papel… alí anotava as modificações sobre os desenhos voltando a Lisboa para no dia seguinte efectuar esse trabalho. Logo apareceu essa maravilha da internet que fez com que enviasse os desenhos por mail e 2h depois já estivesse a fazer as modificações para logo enviar de novo ao cliente “mas rápido por favor!!! que estão à espera…”
Foi boa esta mudança? acho que sim!… mas porquê que cada vez é tudo mais rápido e temos de fazer vários projectos em simultâneo?
já sei! porque como é tudo mais rápido e existem cada vez mais quadros superiores logo ha mais competição entre empresas, os preços descem e… somos robots!
acho que entendí… somos seres inteligentes sem dúvida!

Pergunto: somos mais felizes trabalhando o triplo ganhando quase o mesmo e descansando metade???

Quem se junta ao partido do “para a frente” com o ninja? 🙂

Leave a Reply