Avô / Grandfather

Avô / Grandfather (English version click here)

4879 milhas depois… tudo fez sentido…

Miles
Miles

encontrei o repouso do avô que faltava!!!

este talvez seja o capitulo desta viagem com mais significado para mim.

sabia que não era o melhor momento para vir à África do sul (apesar da vontade); a insegurança que se vive somada à taxa de desemprego de 40% faziam pensar…. mas a razão de vir era mais forte que o medo de levar um tiro.

Porquê Johannesburg (a cidade do ouro)… porque tem o aeroporto mais perto de Venderbijlpark… a terra onde está enterrado meu avô.

O único avô que não conheci! pai da minha mãe… Joaquim.

Sei q veio com o irmão António em busca de melhor trabalho como acontece hoje com os muitos portugueses…

Sei que trabalhava como carpinteiro e que esteve na obra do estádio do Malawi.

Sei que tocava algo de guitarra.

Sei que era algo parecido comigo.

Sei que um dia comprou um rádio e ofereceu à mulher para que sempre que tocara se lembrara dele….e esse rádio tocou e tocou!… e continua a tocar.

Sei que morreu jovem com 51 anos…

e tambem sei que algumas coisas não sei.

Depois de buscar com a ajuda de um “anjo”, do nome e das datas de nascimento e de morte; não tinha nenhuma certeza… mas o dia tinha chegado!

…e lá fui (levado por outro anjo cujo nome significa – ajudar os outros) num dia tão simbólico como o dia….da amizade.

Foi como um filme…não sabia se essa hora de estrada me levaria onde queria….mas sabia que a tinha de fazer.

Foram os meus primeiros kms, de carro, em auto-estrada sul-africana rodeados de terras planas e boas para a agricultura

…passámos os montes de terra extraídos das minas de ouro (os mesmos que fizéram rico Joe Berardo) e passámos também o Soweto de Mandela.

….logo começaram a aparecer as placas de Venderbijlpark (era também a terra onde viveu o Paulo! um grande amigo).

Começava a estar mais perto!! Sacava fotos a tudo… estava ansioso. O GPS levou-nos até um bonito cemitério.

Fui aos serviços e expliquei o caso…a senhora emocionada, por vir de tão longe, enviou-me para os arquivos para tentar encontrar.

Fui em direcção aos arquivos…foi ai que como bom português saquei do único que tinha… uma foto desfocada da campa com 44anos de passado numa gaveta.

…era un cemitério enorme! vi nomes portugueses nas campas…buscava sem parar a forma da pedra que via na foto…. e detectei a primeira, mas era branca.

Aos dois minutos vejo uma pedra por detrás… negra!! com a mesma forma.

Fui mais rápido…seria aquela? dei a volta….JOAQUIM….era aquela! confirmei datas já sabendo que era ele… parecia um iman. foi incrivel.

44 anos depois ali estava no lugar que só existia na imaginação… como se fosse ontem…ali estava uma das pessoas responsável por eu estar ali.

Sim África do Sul! valeu muito apena!!! a alegria de ter encontrado esse lugar foi inexplicável.

Todos vibrámos…e obrigado whatsapp por em segudos fazer voar uma foto tão importante.

Fica nesse belo lugar rodeado de portugueses que também escolheram esta terra para viver. Ser portugués é isto! Feliz ou infelizmente….

Por coincidência cheguei um dia antes do seu aniversário… Até já avô!

agora sei o caminho até ti…

10-Avo

One comment

Leave a Reply